Peça Ébrias de Deus

Carregando Eventos

« Todos Eventos

Peça Ébrias de Deus

outubro 25 @ 20:30 - 22:30

Primeiro espetáculo autoral da CIA GRIOTAS. Pesquisa e concepção de texto por Valéria Pontes, atriz, coreógrafa e arte educadora. Participação da atriz e performer Débora Tieppo e do ator e músico Mauriene Maná.

Os Griôs são definidos como contadores de histórias da África Ocidental. Partindo dessa inspiração a CIA pretende assumir um caráter nômade, peregrino, passando por diversas “tribos” e contando histórias de muitos povos e suas culturas. A proposta é unir a arte e a espiritualidade. A maquiagem com sua referência direta às pinturas tribais no rosto e no corpo, como as escoriações, é um dos fatores que caracteriza a CIA GRIOTAS. Os verdadeiros Griôs, chegam nas aldeias ao entardecer, acendem a fogueira, onde o povo se reúne para ouvir suas histórias. É por isso que outro elemento que caracteriza o grupo de contação nômade é a presença do fogo sagrado em suas apresentações, sempre recheadas de poesia, dança e música.

A contação de história “Ebrias de Deus” gira em torno de três eixos. Um deles é marcado pela presença das benzedeiras, figuras típicas da cultura popular brasileira; para a criação dessas personagens realizaram-se algumas entrevistas e encontros estimulantes com mulheres reconhecidas como benzedeiras em São Paulo.

O outro eixo retrata o momento da crucificação de Jesus Cristo sob o ângulo de Maria Madalena e Santa Sara Kali. Cenas apaixonadas exprimem o amor de Madalena por Cristo e seu desolamento ao vê-lo na cruz. Logo após a crucificação, os perseguidores levam Santa Sara e Madalena ao barco que é solto à deriva no mar, sob a tempestade. Onde vivem momentos de apuro e intensas revelações. Ambas se entregam ao fervor da oração, culminando em um êxtase divino; momento que nos remete aos escritos de Santa Teresa d’ Ávila em seus versos nascidos do fogo do amor de Deus. Santa Sara faz a promessa de passar o resto de seus dias com a cabeça coberta por um lenço, caso forem salvas e escaparem vivas da tempestade. Finalmente chegam à terra firme, onde são recebidas pelos ciganos e passam a celebrar a vida e a natureza.

O terceiro eixo conta com as aparições das bacantes em pleno gozo da liberdade, refletindo as forças mais primitivas da natureza, os saberes ancestrais, o encanto e a magia.

A contação é um convite ao espectador a navegar pela história da espiritualidade. Em sua concepção etnológica abarca diversas referências religiosas e culturais. A presença de personagens como as benzedeiras trazem fortes traços da cultura popular brasileira. Em instantes a cena se desloca para o passado, no tempo da crucificação de Cristo, e surge a figura bíblica de Maria Madalena despida de sua aura e revestida de sentimentos e paixões humanas, assim como Santa Sara Kali, trazendo referências orientais e o universo dos ciganos para o enredo. Nesse sincretismo, as figuras das bacantes também aparecem, ressaltando o espírito da mulher livre e selvagem.

Ébrias de Deus é uma história que revela o êxtase do amor, em sua forma mais latente. Une a sexualidade e o sagrado, o sublime e o humano, desmistificando dogmas. Em tempos de tanta intolerância religiosa, é surpreendente ver diferentes linhas espirituais se conciliando de maneira dinâmica na cena. Nosso objetivo é apontar para uma nova possibilidade de se viver, onde haja respeito e comunhão entre as diversas culturas e tradições e ressaltar a força do amor como primordial.

Pretende-se fazer desse evento cultural também uma experiência que abarca a esfera espiritual. Estímulos como o cheiro das ervas presente na cenografia, a sonoridade produzida por diversos instrumentos que estarão compondo a cena, as orações presentes nas narrativas, tudo isso induz o público a um estado de maior sensibilidade para fruir com o espetáculo.

INGRESSOS AQUI!

FICHA TÉCNICA

Ébrias de Deus de Valéria Pontes

DURAÇÃO

60min

DIREÇÃO

Cia Griotas

ELENCO

Débora Tieppo

Mauriene Maná

Valéria Pontes

FIGURINO

Bruno Correia

Lia Albuquerque (Stilo Lia)

SONOPLASTIA

Mauriene Maná

Detalhes

Data:
outubro 25
Hora:
20:30 - 22:30

Local

Espaço Angatu
Rua Dona Inácia Uchoa, 353 - Vila Mariana
São Paulo, São Paulo 04110-021 Brasil
+ Google Map
Telefone:
1145641052
Website:
http://espacoangatu.com.br/